Homem foge de tiros, pula muro e morre em quintal de residência


Um homem, não identificado, foi morto a tiros no Parque Aeroporto, em Guarus, no fim da tarde desta terça-feira (26).

De acordo com a Polícia Militar, os disparos começaram quando a vítima estava na BR 101. Após ser baleado, o home tentou fugir pulando o muro e acabou morrendo na varanda de uma residência do bairro, localizada na avenida Carmem Carneiro. No local, moradores afirmaram não conhecer a vítima. 

A polícia disse, ainda, que não há informações sobre suspeitos do crime. Este é o 8º caso de homicídio registrado no mês de fevereiro em Campos, sendo quatro deles na região de Guarus. Em 2019, o município contabilizou 30 mortes violentas, segundo estatísticas da Folha da Manhã.
A casa onde o crime ocorreu fica dentro de uma área rural. 

O dono, Carlos Augusto Gomes, não estava no local no momento do homicídio. Ele informou que um funcionário que mora no terreno ligou após o incidente. Na residência havia quatro pessoas, duas mulheres e uma adolescente e uma criança, que preferiram não se identificar. Segundo elas, após ouvirem os primeiros tiros, entraram em casa para se esconder.

— Minha filha estava brincando na varanda. Assim que ouvi o primeiro tiro, puxei ela para dentro e tranquei a porta. Foram vários tiros, não deu para contar. Mas a gente logo se escondeu, não deu para ver nada — afirmou uma das moradoras da residência.

O corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Campos. O caso foi encaminhado para registrado na 146ª Delegacia de Polícia (Guarus), onde segue sendo investigado.

Números – Até o fechamento desta edição, a cidade contabilizou quatro assassinatos na área de Guarus. No mês anterior, foram 15. O índice de homicídios dolosos na região é consideravelmente inferior ao mês de janeiro e ao mesmo período do ano passado. Durante todo o mês de fevereiro de 2018, foram 21 casos em todo o município, 18 deles no subdistrito. Conforme foi publicado na edição de sábado da Folha, o comandante do 8º Batalhão de Polícia Militar (BPM), tenente coronel Rodrigo Ibiapina, atribui redução de homicídios à mudança de estratégia de ação.

A área já foi comparada à Síria em índices de sensação de insegurança e foi a única do interior do estado a receber uma megaoperação, com uso de tanques blindados, durante o período de intervenção federal na Segurança Pública do estado.

https://static.addtoany.com/menu/page.js

Print Friendly, PDF & Email

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.