Asteroide do tamanho de um avião passa raspando pela Terra sem ser detectado.


   O cinema nos ensinou que, em caso de uma colisão iminente de um asteroide com a Terra, os cientistas perceberão a situação e terão tempo suficiente para reagir. 

  A realidade, no entanto, é que estamos praticamente indefesos. Prova disso é que um asteroide do tamanho de um avião passou raspando no nosso planeta e os astrônomos só foram perceber dias depois. 
   O asteroide, que recebeu o nome de 2017 001, viajava a 37 mil km/h, mas acabou não causando nenhum dano, como informa o site EarthSky. Ele passou por nós a um terço da distância entre a Terra e a Lua. Esses 123 mil quilômetros, em uma escala astronômica, são uma distância ínfima. 
  Os cientistas chegaram à conclusão de que o asteroide tinha dimensões da casa dos 25 x 78 metros, o que seria equivalente em tamanho a um Boeing 737. 
  Com esse tamanho, ele era três vezes maior do que o meteoro que caiu na Rússia em 2013, que gerou uma explosão, destruiu janelas e causou ferimentos a milhares de pessoas na cidade de Chelyabinsk. 
   Neste caso específico do asteroide do tamanho de um avião, ele foi detectado pela primeira vez por telescópios no Havaí. A justificativa para ele ter passado despercebido foi a de que sua superfície era muito escura, fazendo com que a luz não refletisse e tornando-o difícil de identificar. Assim, fica a lembrança de que o espaço é um lugar cheio de asteroides, e que provavelmente muitos deles passam perto da Terra a todo instante sem serem detectados, catalogados ou monitorados. 
   Não há olhos humanos ou digitais olhando para o céu o suficiente para perceber todos, o que proporciona situações como essa. Fonte Olhar Digital
Print Friendly, PDF & Email

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

MENU