Após fraudes no RJ, vereadores aprovam comissão para fiscalizar gastos de Diniz


A Câmara Municipal de Campos, enfim, decidiu criar uma Comissão Provisória de Fiscalização para acompanhar os gastos da Prefeitura dos repasses emergenciais para o novo coronavírus, a Covid 19.

Na sessão realizada na tarde desta sexta-feira (26) através de videoconferência, o projeto de autoria do vereador Igor Pereira (SD) foi transformado em projeto de resolução, permitindo que a comissão tenha o acompanhamento de um maior número de vereadores, de acordo com o regimento interno do Legislativo, e, assim, fiscalizar os gatos da prefeitura e evitar exageros e desvios, como ocorreu no Governo do Estado.

 

Igor ressaltou a importância da Comissão de Fiscalização. “O governo federal vai gastar R$ 400 bilhões só com a Covid 19. Para os municípios são R$ 60 bilhões. Para Campos, são R$ 47 milhões, sendo que R$ 11 milhões já foram repassados. Cada município tem que fazer sua parte, ao fiscalizar a qualidade dos gastos”.

 

O projeto, no entanto, não contou com a unanimidade de alguns vereadores. Eduardo Crespo (PR), Álvaro Oliveira (SD), Renatinho do Eldorado (Podemos) e Cabo Alonsimar (Podemos), ligados ao grupo liderado pelo ex-governador Anthony Garotinho votaram contra. Igor criticou os vereadores da bancada Garotista. “Nos tempos atuais não cabe mais discutir picuinhas pessoais ou bandeiras partidárias. A discussão tem que ser feita em alto nível, no campo das idéias. Não podemos trazer para cá questões pessoais ou mesmo fazer uma oposição raivosa”, afirmou Igor Pereira.

 

Já o Renatinho elogiou a indicação da vereadora Josiane Morumbi (Pros) para compor a comissão.

 

“Quero agradecer cada voto dos vereadores. Se houvesse fiscalização muita coisa deixaria de acontecer com as verbas repassadas para a pandemia, e vamos trabalhara para que os recursos sejam bem empregados em Campos”, comentou ainda Igor.

 

O vereador do SD declarou ainda que não vai ser esta bancada ou partido que irá mudar o trabalho de fiscalização. “São vereadores competentes e responsáveis que irão cumprir o seu papel. O município só sai ganhando e nós fomos eleitos para isso”.

 

Igor anunciou que os trabalhos já terão inicio na próxima semana quando os vereadores irão se reunir para traçar as primeiras diretrizes. A comissão será presidida pelo próprio Igor e terá ainda como membros Josiane Morumbi (Pros), Paulo Genásio (PSC), Cláudio Andrade (PSDC), José Carlos Monteiro (PSD) e Fábio Almeida (PPS).

OPOSIÇÃO FICA FORA DA COMISSÃO- O vereador Eduardo Crespo justificou o voto contra a comissão de fiscalização dos gatos com a covid-19, citando a proposta de instalação da CPI da Saúde, que deu entrada em agosto do ano passado. A CPI da Saúde não foi adiante porque contou com apenas cinco assinaturas dos vereadores, e precisava da concordância de nove deles. A maioria dos vereadores concorda com a CPI, mas não assinaram a proposta porque quer que a investigação alcance também o governo Rosinha.

PROJETOS APROVADOS – Na mesma sessão, os vereadores aprovaram projeto da Mesa Executiva que suspende o recesso parlamentar de agosto durante este período de pandemia. Outro projeto aprovado, do vereador Ivan Machado, obriga estabelecimentos públicos e privados a disponibilizar equipamentos para medir a temperatura das pessoas que entrarem nos locais.

Fonte:Campos24h

Print Friendly, PDF & Email

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.