Sema e Inea vão investigar causa de mortandade de peixes em Gargaú


Na manhã desta sexta-feira (10), aproximadamente 200 quilos de peixes mortos foram recolhidos pela equipe de limpeza da Secretaria de Obras, Serviços Públicos e Urbanismo de São Francisco de Itabapoana (SFI). Os animais estavam no Rio Paraíba do Sul, na localidade de Gargaú, e a suspeita é de que tenha ocorrido contaminação por produto químico. A Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Sema) e o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) irão investigar a causa da mortandade.

 

“Os próprios pescadores da área acionaram a Guarda Ambiental, que esteve no local, junto com o engenheiro ambiental da Sema, Jamilson Júnior, recebendo ainda o apoio da Defesa Civil. Fizemos a coleta da água, já que a principal suspeita é de que algum produto químico tenha provocado a morte dos peixes. Através de contato telefônico com o Inea fomos informados que não existe laboratório na região credenciado para realizar este tipo de análise”, revelou a secretária municipal de Meio Ambiente, Luciana Soffiati, acrescentando:

 

“Existe a possibilidade de ocorrência de descarte irregular de amônia no Rio Paraíba do Sul, ação que em outra ocasião causou um problema semelhante matando diversos peixes. Haverá uma fiscalização da Sema, em conjunto com o Inea, para descobrir a origem do produto que gerou a mortandade. Todo pescado recolhido será descartado, já que está impróprio para o consumo devido à suspeita de contaminação por produto químico”.

 

Print Friendly, PDF & Email

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

MENU