Campos recebe participação especial com alta de 206%


Os municípios produtores de petróleo e gás recebem nesta quinta-feira (13) a participação especial (PE) sobre a produção do primeiro trimestre de 2021. Para Campos serão depositados R$ 21.032.430,64, valor 206,6% superior ao repassado em fevereiro (R$ 6.860.210), quando foi paga a PE do quarto trimestre do ano passado.

 

Em comparação com maio de 2020, quando o município recebeu R$ 1.113.665, o repasse é 1.788,6% maior.
O município de São João da Barra, que não recebia PE desde maio do ano passado, terá R$ 4.160.504,05 depositados nesta quinta-feira.

 

O repasse para Quissamã será de R$ 2.468.448,85, enquanto em fevereiro o município recebeu R$ 1.374.016 (+ 79,7%). Em maio de 2020, foram depositados para a Prefeitura R$ 2.160.386, o que representa uma alta de 14,3%.

 

 

Entre os municípios produtores da região, Macaé e Carapebus não receberão participação especial neste mês.
— Valores positivos, resultantes de uma média de preços do petróleo acima dos US$ 56 a partir de fevereiro, alcançando US$ 70 no início de março e se mantendo acima dos US$ 60 até hoje.

 

 

Ano passado, tivemos muitas paradas para manutenção em plataformas petrolíferas dos campos de alta produtividade e pagadores de PE na Bacia de Campos, alguns problemas em poços produtores, principalmente no Campo de Roncador, que é o campo que propicia a Participação Especial de São João da Barra. Temos boas expectativas para novos poços produtores neste campo com a entrada da participação da norueguesa Equinor e também com o preço da commodity em vista ao aumento da campanha de vacinação contra a Covid-19 no mundo e sinalizando com uma normalidade da demanda. Lógico que não se compara com os valores gerados pelos campos do pré-sal da Bacia de Santos. Mas temos pré-sal aqui na Bacia de Campos e precisamos lutar pela desburocratização do setor para novas petrolíferas, já que a Petrobras, no decorrer dos últimos anos, teve inúmeras mudanças em seu plano de investimentos e hoje foca em P&D de altíssima produtividade. Venho acompanhando com perspectiva de bons resultados a CPI dos Royalties e Participação Especial na Alerj com ótimos esclarecimentos e pontuações dos integrantes e convidados. Ainda estamos em estado de guerra e vamos manter o modo sobrevivência quanto aos gastos públicos e foco na vacina. Sem vacina não temos como projetar muito à frente, e contar com valores expressivos para os próximos repasses de participação especial é uma irresponsabilidade administrativa dos gestores da nossa região — analisou o consultor de Petróleo, Gás e Tecnologia Wellington Abreu.
Wellington complementa que dentre os estados produtores o Rio de Janeiro recebeu R$ 2,8 bilhões, o Espírito Santo R$ 362,7 milhões e São Paulo R$ 414,5 milhões. “Estes foram os maiores recebedores e os três representantes em Brasília para composição de um acordo em detrimento da ação de distribuição dos royalties e Participações Especiais. O mesmo que está paralisado por conta da pandemia”.

Print Friendly, PDF & Email

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

MENU