Assim como WhatsApp, Facebook Messenger vai limitar reenvio de mensagens a 5 destinatários


Companhia diz que medida ajuda a controlar disseminação de desinformação e que valerá para todos os países a partir de 24 de setembro.

O Facebook anunciou nesta quinta-feira (3) que irá limitar o reenvio de mensagens no Messenger, seu aplicativo de chats integrado à rede social, para o máximo de 5 destinatários.

 

 

A medida foi tomada para conter o compartilhamento de informações falsas.

“Limitar o encaminhamento é uma maneira efetiva de desacelerar a desinformação e conteúdos nocivos com potencial de causar danos no mundo físico”, diz um comunicado da empresa.

 

 

Os conteúdos no Facebook Messenger podem ser reenviados a partir de um ícone de seta que aparece ao tocar sobre uma mensagem.

 

 

O novo limite passa a valer hoje em alguns países, mas não inclui o Brasil. A companhia afirma que o recurso será expandido para o mundo todo até 24 de setembro.

 

 

“Acreditamos que controlar a disseminação da desinformação é fundamental à medida que a pandemia global da Covid-19 continua, e à medida que as eleições se aproximam nos Estados Unidos, Nova Zelândia e outros países”, diz o Facebook.

 

 

WhatsApp já limita reenvios
A iniciativa é similar às restrições de reenvio adotadas no WhatsApp, que também é do Facebook. Desde o começo de 2019, o aplicativo limita o compartilhamento a 5 destinatários.

 

 

Um porta-voz do app revelou que a medida reduziu em 25% o encaminhamento de mensagens na plataforma.

 

 

Em abril de 2020, o WhatsApp passou a limitar ainda mais o reenvio de mensagens, com restrições para conteúdos que já haviam sido compartilhados muitas vezes, permitindo somente 1 encaminhamento.

 

 

A companhia disse que essa medida resultou em uma queda ainda maior na circulação das mensagens, na casa dos 70%.

Print Friendly, PDF & Email

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.