Mulher baleada no pescoço em assalto no Rio está em estado muito grave


Patrícia Castro da Silva, de 35 anos, foi atingida em tiroteio entre PMs e os ladrões que a roubaram e a outros passageiros. Caso foi na última sexta (21).


É muito grave o estado de saúde de Patrícia Castro da Silva, de 35 anos, baleada em um assalto na última sexta-feira (21) no Rio.

 

Um boletim da Secretaria Municipal de Saúde do Rio, divulgado neste domingo (23), informa que Patrícia estava internada no CTI do Hospital Albert Schweitzer, em Realengo, “com quadro muito grave”.

 

Como foi o assalto
Patrícia foi atingida no pescoço durante um assalto a um ônibus em Madureira, na Zona Norte do Rio. Ela estava entre os passageiros roubados.

 

Segundo testemunhas, três criminosos entraram no ônibus da linha 790 (Campo Grande-Cascadura), quando o coletivo passava pela Rua Conselheiro Galvão. O trio anunciou o assalto e roubou objetos pessoais dos passageiros.

 

Os criminosos desceram do ônibus e logo viram policiais militares do Segurança Presente, contra quem atiraram. Os PMs não foram atingidos, mas um dos tiros atingiu Patrícia. Os ladrões fugiram em direção a uma comunidade da região.

 

Alguns passageiros já prestaram depoimento na 29ª DP (Madureira), responsável pelas investigações. A polícia quer identificar os responsáveis pelo crime.

Print Friendly, PDF & Email

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.