VÍDEO | Porto Central inicia dragagem de canal em Presidente Kennedy


autor do vídeo pescador  Orione Fernandes Oliveira

Um pescador flagrou na manhã deste sábado do dia (25), no mar de Presidente Kennedy, um navio de dragagem tirando areia do fundo do mar. A draga pertence a Van Oord, uma das empresas que realizará a construção do Porto Central.

 

À serviço da TPK Logística – proprietária do porto, o navio tem a função de tirar areia do fundo do mar para que o canal de acesso ao porto tenha pelo menos 25 metros de profundidade, para que o empreendimento seja um porto de águas profundas, ou seja, tenha estrutura para receber os maiores navios do mundo

 

Atualmente estão sendo feitos estudos preliminares com o auxílio da draga para fazer um reconhecimento do terreno. É extremamente importante para que se possa conhecer em detalhes toda a área em que será realizada a obra no ano que vem. São estudos técnicos que preveem todos os obstáculos e alternativas de trabalho.

 

O início da primeira etapa de operação do Porto está previsto para 2021, mas com o advindo da pandemia COVID-19 esta previsão pode ser alterada.

 

Projeto
O Porto Central é um complexo industrial portuário multipróposito em desenvolvimento no Município de Presidente Kennedy/ES, sul do Estado do Espírito Santo, em uma área de aproximadamente 2.000 hectares.

Trata-se de um porto de águas profundas com até 25 metros de profundidade, capaz de receber navios de grande calado, como os navios Valemax e VLCC’s – Very Large Crude Oil Carrier.

O Porto Central será um porto que servirá grandes empresas dos setores de petróleo e gás, mineração, agrícola, de apoio à indústria offshore, assim como estaleiro e terminal de contêiner e carga geral que movimentarão cargas diversas como veículos, produtos siderúrgicos, coque de petróleo para cimenteiras, soja e fertilizantes, carvão, GNL, rochas ornamentais, etc.

 

O porto está sendo desenvolvido no modelo de condomínio portuário, no qual os empreendedores serão responsáveis pela infraestrutura portuária, terrestre e de utilidades (tais como dragagem, quebra-mar, cais e píeres e vias de acesso) e os clientes do Porto Central arrendam áreas para a implantação de suas respectivas indústrias e/ou terminais. Esse modelo reduz o investimento global e os custos operacionais para os nossos clientes, permitindo que os clientes dediquem os seus recursos às suas atividades fins.

 

O Porto Central visa criar uma nova perspectiva portuária, com um ambiente atrativo para a indústria, comércio e serviços, a fim de se tornar um porto de classe mundial único no Brasil.

Print Friendly, PDF & Email

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.