SJB cria plataforma de empregabilidade inédita no país


Quatro estudantes do IFF desenvolveram um sistema inédito no país para aproximar, por meio de uma plataforma digital, trabalhadores em busca de uma vaga no mercado e empresas sediadas em São João da Barra. O Sistema Automatizado de Gestão da Empregabilidade (Sage) é uma ferramenta com link disponível no site da Prefeitura e que permite o cadastro de currículos totalmente informativo, que pode ser acessado diretamente pelas empresas.

A ideia começou a ser desenvolvida no ano passado, com o objetivo de melhorar o sistema que já era utilizado pelo Balcão de Oportunidades, órgão vinculado à superintendência de Trabalho e Renda da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico. O novo sistema começou a funcionar no final de agosto e em setembro permitiu sete novas contratações.

O Sage tem a parceria da Gás Natural Açu (GNA), empresa que abraçou a ideia, apoiando o desenvolvimento do sistema, financiando o projeto e as bolsas dos alunos do campus avançado do IFF no município. A equipe é formada pelos estudantes João Marcos Azevedo e Saulo Terra, do curso de Eletrotécnica, Beatriz Costa, de Petróleo e Gás, e Lívia Novaes Ernesto, que cursa Construção Naval. “Quando vi a proposta no edital logo me interessei, porque vi uma oportunidade, além do aprendizado técnico, de contribuir para ajudarmos a mudar a realidade do desemprego, que é um problema nacional”, conta Saulo, um dos três bolsistas classificados no processo seletivo. Beatriz foi aprovada em quarto lugar, mas pediu para participar do projeto como voluntária.

O projeto de pesquisa e extensão é coordenado pelo diretor
do campus, Valdeir Júlio, que tem formação em análise de sistemas. Três servidores do IFF atuam como tutores: Hudson de Andrade, Edson Ferreira e Maycon Ferreira Rocha. Eles orientam os alunos, que já têm feito até palestras para trabalhadores no Porto do Açu, por iniciativa da Comissão de Trabalho, Tecnologia e Educação (Contrate). O Sage tem servido inclusive para fornecer estatísticas, a partir dos dados dos currículos cadastrados, para orientar políticas públicas. “Desenvolver o sistema foi e continua sendo um desafio muito positivo para nós, porque reafirma o papel do IFF- campus São João da Barra de estar integrado com as empresas, o município e a população”, diz Valdeir.
Pesquisa e extensão na universidade

O Balcão de Oportunidades foi criado em 2006, na primeira gestão da prefeita Carla Machado, chamado então de Balcão de Empregos. Os currículos eram entregues impressos pelos trabalhadores e encaminhados às empresas. Depois foi criado um sistema informatizado pelo servidor José Amaro Júnior, que hoje é gerente administrativo da superintendência de Trabalho e Renda. O Sage aperfeiçoou o processo e migrou todos os currículos do sistema antigo. Para o trabalhador o caminho continua sendo o mesmo: acessar o site da Prefeitura (sjb.rj.gov.br) e acessar o link do Balcão de Oportunidades. Mas agora qualquer empresa interessada pode procurar a Secretaria de Desenvolvimento para pedir acesso à plataforma. Há também a possibilidade de acompanhar o interesse das empresas nos currículos e, com isso, identificar inclusive, em quais áreas há mais vagas, orientando os programas de qualificação profissional.

— O Sage nos fornece estatísticas, nos orienta sobre de que forma podemos atuar para avançar no desafio de ampliar o mercado de trabalho para os sanjoanenses — explica o superintendente de Trabalho e Renda, Felipe
Estefan.

A prefeita Carla Machado destaca a importância da parceria envolvendo o IFF:

— Esta íntegração entre o poder público e as empresas envolvendo nossos jovens estudantes abre caminhos para avançarmos na conquista de oportunidades por meio do conhecimento, do retorno à comunidade com o trabalho de pesquisa e extensão — afirma.
Empresa acredita na inovação para a empregabilidade

A ideia do Sage surgiu de uma necessidade apontada pelas empresas que atuam no Porto do Açu de aperfeiçoamento do sistema de currículos oferecido pela Pefeitura. A GNA propôs a iniciativa e financiou o projeto, por meio de parceria com o IFF e a Prefeitura para desenvolver a plataforma.

— Para nós tem sido muito positiva a experiência de participar deste processo, de ajudar a desenvolver um sistema que não existe similar no país e que favorece a
empregabilidade na região. Foram muitos desafios, porque não tínhamos referências e precisávamos atender a uma demanda com atores distintos, envolvendo empresa, poder público, a instituição de ensino e os candidatos. Mas o IFF topou, a Prefeitura topou e hoje estamos com uma versão já funcionando e que vem sendo aperfeiçoada — explica Neiber Leite, da equipe de Recursos Humanos da GNA e um dos responsáveis pelo desenvolvimento do projeto, junto com Jenifer Silva, também da equipe de RH da GNA.

Print Friendly, PDF & Email

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

MENU