Idoso morto dentro de casa durante assalto em São João da Barra


Carlos Alberto Tavares, 63 anos, que residia em Campos, trabalhava na obra da sua casa de praia, em Chapéu de Sol, quando, por volta das 12h, dois homens invadiram o imóvel, para roubar seu carro, uma caminhonete Nissan Frontier prata. O idoso, que estava com um amigo, foi levado para um cômodo. Ele foi morto com um tiro na cabeça. Dois suspeitos de participação no latrocínio foram presos e um menor apreendido logo depois, no Jóquei, em Campos. Além da testemunha do crime, um funcionário da Enel chegou a ser rendido pelos ladrões.

Policiais militares encontraram o veículo da vítima abandonado na praia sanjoanense, com as portas destrancadas e a chave na ignição, perto da casa onde o latrocínio ocorreu. Os dois homens que invadiram a casa fugiram em Corsa Sedan, onde estava o terceiro envolvido. Em Campos, na 134ª Delegacia de Polícia (Centro), a filha do idoso, que preferiu não se identificar, disse que a perícia esteve na casa de praia do pai. A caminhonete dele também foi periciada.
— O que soube foi que meu pai estava com um amigo, tinha parado de trabalhar na obra para almoçar. Disseram que houve luta e que um dos bandidos atirou nele. Ele ainda entrou na casa e morreu na cozinha — contou a filha de Carlos Alberto.

O amigo do idoso, testemunha do crime, contou que dois homens entraram na casa, armados. Ele teria lutado com um dos ladrões, quando Carlos Alberto foi levado para um cômodo pelo outro homem e ele ouviu um disparo. Depois disso, ele foi levado para um quarto, sendo obrigado a permanecer embaixo da cama. Os criminosos ainda teriam rendido um funcionário da Enel, que estava na rua e foi trancado no banheiro.
De acordo com  os policiais militares que participaram da prisão dos suspeitos, dois maiores de 18 anos e um menor de 17, moradores de Martin Lages, após ouvirem pelo rádio da viatura que os suspeitos teriam saído de São João da Barra e seguido sentido Campos, foi montado um cerco e, na BR 356, em Martins Lage, o carro foi avistado.
— Ele avistaram um carro da Polícia e tentaram fugir, mas foram alcançados na Avenida Presidente Kennedy, no Jóquei e levados pra 145ª Delegacia de Polícia (SJB) onde foram reconhecidos por uma das vítimas — disse o sargento Goudard, do Grupamento de Ações Táticas (GAT I).
Nenhuma arma foi encontrada com os suspeitos. O trio foi conduzido para 146ª Delegacia de Polícia (Guarus), onde o caso foi registrado. A DP de Guarus funciona como delegacia de área este fim de semana. 
Print Friendly, PDF & Email

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.