Ferrovia e Porto Central em discussão na Cachoeiro Stone Fair


A 46ª edição da Cachoeiro Stone Fair, a tradicional Feira Internacional do Mármore e Granito, o evento iniciou na terça-feira passada (28), no Parque de Exposições do Aeroporto. O evento, além de gerar grande movimentação de negócios para o setor de rochas ornamentais, abriu espaço em sua programação para a discussão de temas importantes para o desenvolvimento econômico da região Sul do Espírito Santo .

Na quinta-feira (30). Às 16h, no auditório principal, houve uma apresentação de investimentos em infraestrutura para a região Sul do Espírito. Em destaque, estarão os projetos da ferrovia Litorânea Sul (EF 118) e do Porto Central de Presidente Kennedy. Representantes da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e do Porto Central estiveram presentes para tratar do tema.

A programação é fruto de movimentação conjunta de municípios e organizações da região Sul do Espírito Santo, que, diante do impasse sobre a construção da Litorânea Sul, uniram forças para reivindicar a concretização do investimento. Uma reunião foi realizada na terça-feira passada (21), em Cachoeiro, e a apresentação do projeto da EF 118 na Cachoeiro Stone Fair foi definida como uma das primeiras ações a serem tomadas.

“A EF 118 é um investimento muito esperado e de grande relevância para impulsionar o desenvolvimento da nossa região. Criamos um comitê formado pelo poder público e a sociedade civil organizada para somar esforços para lutar pela construção da ferrovia. Não é uma pauta de Cachoeiro apenas, é uma pauta do Espírito Santo”, afirmou o prefeito Victor Coelho na solenidade de abertura da feira.

Solenidade de abertura

A solenidade oficial de abertura da Cachoeiro Stone Fair 2018 foi realizada no fim da tarde da terça-feira, contando com a presença de diversas autoridades do estado. O tema da ferrovia Litorânea Sul foi um dos pontos mais destacados.
“Entramos na justiça contra essa decisão absurda de barrar a ferrovia que favorecerá o estado. Vamos longe nessa briga pelos direitos dos capixabas”, pronunciou-se o governador Paulo Hartung.

Ainda durante a solenidade, foram anunciadas iniciativas importantes para o setor. Uma delas foi o lançamento pelo Ifes de Cachoeiro do curso de pós-graduação de Tecnologias de Produção em Rochas Ornamentais, já com edital de seleção aberto.

Também na abertura, foram entregues a empresas cachoeirenses as primeiras certificações do projeto Pedreira Legal. Trata-se uma iniciativa do Sindirochas que visa incentivar a regularidade na aquisição de materiais pelas empresas. A responsável pela certificação é multinacional alemã TÜV Rheinland, com trabalho na área reconhecido mundialmente.

“Lançamos e entregamos o certificado de regularidade para o primeiro grupo do projeto Pedreira Legal. O programa visa certificar todas as frentes de lavras legalizadas. Começamos com empresas capixabas, mas nosso objetivo é certificar todas as pedreiras no Brasil. Estamos fechando parceria com os sindicatos dos outros estados e instituições do setor de rochas estadual e nacional. O Sindirochas prima pelo trabalho formal do setor e tem atuado firme no intuito de disseminar a cultura de que sejam adquiridos materiais sempre de fontes regulares”, destacou o presidente do Sindirochas, Tales Pena Machado.

Estande divulga município

A prefeitura de Cachoeiro conta com um estande próprio no evento. O objetivo é atender os visitantes com fornecimento de informações sobre atrações turísticas, cultura, economia e serviços públicos do município.

A Cachoeiro Stone Fair é uma realização da Milanez & Milaneze, empresa do Grupo VeronaFiere, com promoção do Sindirochas e Cetemag, e acontece até sexta-feira (31). O evento reúniu cerca de 180 expositores de máquinas, equipamentos, insumos, beneficiamento e pedras naturais, e  recebeu cerca de 15 mil visitantes.

https://static.addtoany.com/menu/page.js

Print Friendly, PDF & Email

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.