Visita técnica discute projeto de delimitação do manguezal de Gargaú


A prefeita de São Francisco de Itabapoana (SFI), Francimara Barbosa Lemos, esteve recentemente em Gargaú, juntamente com representantes de sua equipe de Governo, do Ibama, do Instituto Estadual do Ambiente (Inea) e do Parque Eólico de Gargaú (Gesa – Gargaú Energética S/A). O objetivo da visita técnica foi alinhar a primeira fase de delimitação do manguezal interior da área local.


A ação é resultado da união, sob condicionante de licenciamento do parque eólico, assim como exigência do Ministério Público (MP). Haverá um cronograma de atividades, como uso de drone, estação total para levantamentos e geração de relatórios pertinentes às ações: colocação de marcos de topografia, georreferenciamento e limitações de expansão para edificações, além de eventuais ajustes em algumas propriedades.

Francimara ponderou e ratificou o compromisso de sua gestão na colaboração, em todos os campos, a fim de atender aos órgãos e em consonância com o Artigo 225 da Constituição Federal de 1988, assegurando para futuras gerações um meio ambiente equilibrado.


“Vamos lutar para conservar estes espaços e caminhar para a sustentabilidade e desenvolvimento, trazendo ações de agenda positiva”, ressaltou a prefeita, que depois da visita almoçou com toda a equipe.

O secretario municipal de Meio Ambiente, Ilzomar Soares, destacou que a união de esforços será de grande valia e um ganho substancial a esta nova fase de iniciativas e ações contundentes na proteção ambiental.

“Ficou decidido durante o encontro que a comunidade será ouvida através de audiência pública para explanação do projeto e elucidação das ações propostas”, informou Soares.

Participaram ainda da visita técnica a Gargaú o secretário municipal de Obras, Serviços Públicos e Urbanismo, Roberto Vinagre; o superintendente regional do Ibama-RJ, João Eustáquio; o superintendente regional do Inea, Renê Justen; e o engenheiro da Gesa Eduardo Oliveira.

Ascom SFI

Print Friendly, PDF & Email

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.