Em SFI, Semana do Meio Ambiente alcança seu objetivo



             No governo da Prefeita Francimara, em São Francisco de Itabapoana (SFI), a Semana dedicada ao Meio Ambiente alcançou seu objetivo que foi de mostrar a importância da preservação dos recursos naturais e alertar ao maior número de pessoas sobre os problemas ambientais e formas de sustentabilidade.

            A abertura da Semana do Meio Ambiente teve início na sexta-feira (02) com o recolhimento de embalagens inservíveis de defensivos e agrotóxicos. Segundo informações do secretário de Meio Ambiente, Ilzomar Soares, no total os sete postos de recolhimento espalhados no município, coletaram cerca de três caminhões contendo descarte de recipientes agrotóxicos. 
            Já na manhã de sábado (3) a Secretaria Municipal do Meio Ambiente distribuiu 200 mudas nativas como de caju, cajá, café, pimenta, mamão e aroeira, no portal da cidade. Na oportunidade foram entregues ainda vários foldersinformativos e 500 garrafas pets para recolhimento de óleo de cozinha usado.
            A moradora de Santa Clara e artista plástica Marília Clara Brion, chegou cedo para apanhar uma muda e incentivou a iniciativa. “Eu acredito que hoje do jeito que o mundo está com tanto desequilíbrio ecológico e o aquecimento global, as pessoas deveriam ficar preocupadas. Se cada um plantasse uma árvore será um bem que estará fazendo para nós, nossos filhos e nossos netos. E eu adoro plantar. Se eu pudesse, plantaria muita árvore.”, comentou Marília.
            Já o domingo (04) foi de pura adrenalina. Organizado pela Secretaria do Meio Ambiente, a Pedalada Ecológica reuniu cerca de 200 atletas e amantes da modalidade esportiva. A concentração foi em Gargaú, na praça principal da localidade. Antes da corrida os participantes degustaram um café da manhã. Logo em seguida prosseguiram em direção à Lagoa Doce. Lá foram plantadas cerca de 200 mudas de espécies nativas.
             O ex-atleta e hoje deficiente físico devido a um acidente em 2003, Paulo Sérgio Mergulhão, se esforçou para participar da Pedalada. “Hoje eu me esforço ao máximo por conta da minha filha Fernanda que está começando agora e ela quer participar. Eu já participei de muitas corridas e ganhei várias medalhas em São João da Barra, Rio de Janeiro e São Francisco e Corrida de São Salvador. Como o ritmo dessa corrida era bom eu vim participar”, disse Paulo.
            O atleta Leandro Almeida de Belo Horizonte, elogiou a iniciativa. “Além de estar unindo às pessoas, a Pedalada tem sua importância, porque incentiva o reflorestamento e a maioria das pessoas não se preocupa com isso. Se todo mundo fizesse um pouquinho, tudo estaria muito diferente”, ressaltou.
A Pedalada Ecológica ainda contou com o apoio da Secretaria de Saúde, que deixou à disposição uma ambulância e a equipe do Resgate, além do efetivo da Guarda Civil Municipal e EMTRANSFI.
“Não é fácil organizar uma Semana como essa. Graças a força que a Prefeita Francimara nos concede a gente consegue caminhar. Essa Pedalada, por exemplo, é um chamado às pessoas, para que elas saibam como é importante a gente participar ambientalmente de tudo o que fazemos pensando em preservar para as futuras gerações”, disse o secretário de Meio Ambiente que ainda antecipou outras novidades.
“Esse espaço da Lagoa Doce em que estamos é um geosítio (lugar de interesse para o estudo da geologia) já mapeado pelo Estado. Se tornará um geoparque municipal (área protegida que tem como elemento principal seu patrimônio geológico), único desse aspecto no Estado do Rio e pouquíssimo em todo o Brasil. O projeto já está em trâmite para ser votado e tem mais outros 14 em andamento. E a gente vai fazendo e espera contribuir cada vez mais”,

            Encerrando os trabalhos, no Dia dedicado ao Meio Ambiente (05/06), foi realizada uma roda de conhecimentos no Barracão de Gargaú com os diversos alunos da rede municipal de ensino. O secretário Municipal de Meio Ambiente, Ilzomar Soares e o professor de artes, o poeta e escritor Artur Gomes, fizeram demonstrações importantes aos alunos de como fazer o destino correto do lixo. Além do mais, as crianças puderam também fazer perguntas para esclarecer suas dúvidas e ao final, foram distribuídas camisas do projeto.
            “Concluímos bem nosso último compromisso a respeito da Semana do Meio Ambiente, proporcionando aos alunos da rede pública, boas informações sobre o assunto. Eles gostaram da ideia”, finalizou o secretário.
Print Friendly, PDF & Email

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.