Com sol de 31°C, cariocas vão de sunga e de biquíni para a Fan Fest de Copacabana, mas enfrentam chuva durante o jogo


Uma hora antes do segundo jogo da Seleção, torcedores começam a chegar às areias da Praia de Copacabana para assistir, no espaço Fifa Fan Fest, à partida contra a Suíça. O sol brilhava forte do meio-dia, e a máxima batia 31°C — razão pela qual muitos ficaram de sunga ou biquíni mesmo.

 

Mas a Climatempo tinha previsto chuva, e ela veio forte aos 30 minutos do primeiro tempo. O Município do Rio entrou em estágio de mobilização, o segundo em uma escala de cinco. Há a possibilidade de granizo de maneira pontual, sobretudo na Baixada Fluminense.

 

Mas tem fantasiado
Outros não dispensaram a indumentária. Com uma fantasia do Chapolim Colorado, o desempregado Fernando Souza da Fonseca diz que chegou a Copacabana logo nas primeiras horas da manhã. Nem mesmo o calorão o tirava da grade que limita o palco da festa.

 

“Eu cheguei às 7h para pegar lugar. Saí de Niterói às 5h20 e peguei o primeiro ônibus. Estou sofrendo aqui. Mas vale a pena estar aqui, vale a pena curtir essa festa”, contou Fernando. Também era possível ver odaliscas, xeques, Carmens Miranda e indígenas.

 

O cineasta Wilson Dias diz que chegou às 10h à praia. Ele cavou um buraco e enterrou os pés para que não queimem na areia. “Coloquei gelo para não ficar muito quente”, brinca.

Suíços apanham… do calor
Suíços e no Brasil há três semanas, os amigos Gabriel Von Rickenbach, Markus Suter, Romain Girardin e Mathieu Bourgeaux decidiram assistir ao jogo nas areias de Copacabana. Não acostumados ao forte calor, eles se aglomeraram nas frestas de sombra que acharam.

 

“Está muito calor, né? Mas isso não impede que torçamos aqui para a Suíça. Fomos bem recebidos aqui e estamos confiantes de que a Suíça vai levar”, diz Von Rickenbach.

O grupo de amigos, dois deles com a camisa canarinha, se divergem com o placar do jogo. “Vai ser 2 a 1 para a Suíça”, diz Girardin. Já Suter é mais modesto: “Será 1 a 1”.

 

Os brasileiros viveram um momento de frustração no segundo tempo, com oscilações do time e o gol anulado de Vini Jr. Mas logo depois a torcida explodiu de alegria com o gol de Casimiro.

“A gente é brasileira e não desiste. Eu tinha apostado 2×0 para o Brasil. Mas, o importe é ganhar. Na segunda tem mais“, disse Grazielle Gomes, que mora em Brasília e está no Rio desde a última semana.

 

Nem mesmo a forte chuva que atingiu o bairro da Zona Sul, no final do primeiro tempo e começo do segundo, fez com que os milhares de torcedores arredassem o pé da arena.

 

“A gente enfrenta sol e chuva pela seleção. O placar foi magro. Mas, o que importa é ganhar e se classificar”, conta Marcus Aurélio da Silva, que passou calor e chuva em duas horas. Ele não arredou o pé da grade que divide o palco.

Após o jogo, a torcida acompanhou o show de Gustavo Mioto.

Programação
Segunda-feira (28) – Brasil x Suíça

Atração principal: Gustavo Mioto
Encerramento: 19h

Sexta-feira (2) – Brasil x Camarões

Atração principal: Pedro Sampaio
Abertura dos portões: 14h
Encerramento: 22h

Além do Rio de Janeiro, São Paulo é a outra cidade brasileira escolhida para receber a arena da Fifa. No mundo todo, o Fan Festival ocorrerá nas cidades de Doha (no país-sede da Copa, Catar), Londres, Dubai, Riad, Seul e Cidade do México.

No Brasil, as festas serão realizadas durante os dias de jogos da seleção brasileira. Além de Copacabana, mesmo local onde foi realizado o evento em 2014, na Copa do Brasil, São Paulo também recebe a arena, no Vale do Anhangabaú.

Print Friendly, PDF & Email

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

MENU