Ex-presidente da Vila Isabel, Wilson Vieira Alves, o Moisés, é morto a tiros


Militar reformado – ele foi sargento do setor de informação da Brigada de Infantaria Paraquedista -, Moisés chegou à Vila Isabel em meados de 2004 e estava no comando da agremiação no título do Grupo Especial em 2006.
O ex-presidente da Unidos de Vila Isabel, Wilson Vieira Alves, o Moisés, foi assassinado na noite deste domingo (25) na Avenida das Américas, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio.

Equipes do 31º BPM (Barra da Tijuca) isolaram a área e a Delegacia de Homicídios da Capital foi acionada. Segundo as primeiras informações, os assassinos estavam em uma moto.

 

O ex-dirigente estava indo para a quadra da Portela com sua mulher, Shayene Cesario, que é musa da agremiação, quando foi morto. Durante a eliminatória do samba-enredo da Portela neste domingo, a morte de Moisés foi anunciada e foi pedido 1 minuto de silêncio.

Militar reformado – ele foi sargento do setor de informação da Brigada de Infantaria Paraquedista -, Moisés chegou à Vila Isabel em meados de 2004 e estava no comando da agremiação no título do Grupo Especial em 2006. Depois, seu filho Wilsinho Alves também foi presidente da escola.

 

Em 2010, Moisés foi preso na Operação Alvará da Polícia Federal, que investigava a máfia dos caça-níqueis e bicheiros. Ele foi solto no ano seguinte.

Print Friendly, PDF & Email

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

MENU