Smec inicia projeto “Libras, além da inclusão dos estudantes surdos”


A Secretaria Municipal de Educação e Cultura (Smec) de São Francisco de Itabapoana (SFI) iniciou nesta semana o projeto “Libras, além da inclusão dos estudantes surdos”. O objetivo é incluir de maneira comunicacional os estudantes surdos e ouvintes.

A coordenadora do setor Multidisciplinar da Smec, Priscila Ornelas, explicou que, neste primeiro momento, duas turmas são contempladas pela iniciativa — uma na Escola Municipal João Batista de Almeida, em Sossego, e outra na Escola Municipal Décio Machado, em Barra do Itabapoana.

 

“Nelas nós temos estudantes surdos. Sendo assim, para difundir a Língua Brasileira de Sinais (Libras) e reduzir as barreiras de comunicação através de uma comunicação funcional, vamos promover aulas expositivas e práticas de 50 min, quinzenalmente”, explicou.

 

A aprendizagem é de responsabilidade de Cintia Ingrid, que é surda, e Lucas Vilaça. Ambos são pedagogos e professores de Libras. Eles compõem a Equipe Multidisciplinar da Smec.

 

O secretário municipal de Educação e Cultura, Robson Santana, destacou que o projeto vai promover a inserção dos estudantes surdos nas classes regulares, como também de mediadores e intérpretes. “Estamos atuando para promover a transição da educação de surdos no município para modalidade bilíngue, como prevê a legislação brasileira, sobretudo, a lei 14.191, de 2021, que alterou Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional”, finalizou.

 

Print Friendly, PDF & Email

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

MENU