Melhora disposição de consumidores para compras de Natal no Rio


Mais da metade dos consumidores do estado do Rio de Janeiro, ou aproximadamente 7,8 milhões de pessoas, vão presentear parentes e amigos com lembrancinhas e roupas nas festas de fim de ano.

De acordo com a pesquisa do Instituto Fecomércio de Pesquisas e Análises (IFec RJ), realizada com 503 consumidores do estado do Rio de Janeiro, entre os dias 26 de novembro e 1º de dezembro, 56,5% deles pretendem presentear alguém no Natal. Comparado ao mesmo período de 2020, representa uma variação positiva de 3,5 pontos percentuais, mas em relação a 2019, no período pré-pandemia, é uma queda de 4,5 pontos.

 

Dessa vez, as festas de final de ano vão ocorrer com a população do Rio vacinada contra a covid-19. Isso mudou muito o cenário do último ano, quando as medidas sanitárias indicadas por especialistas em saúde transformaram os encontros de pessoas e movimento do comércio, setor que tem as comemorações como o período mais importante do ano.

 

A pesquisa indicou ainda que o consumidor está também mais disposto a gastar um pouco mais se comparado a 2020. A média saiu de R$ 495,47 no ano passado, para R$ 584,04 em 2021, um acréscimo de quase R$ 90 reais.

 

Pelas estimativas do IFec RJ, a movimentação financeira na economia fluminense deve atingir R$ 4,6 bilhões neste Natal. Em 2020, ficou em R$ 3,3 bilhões e em 2019, cerca de R$ 3 bilhões. “Pode ter contribuído para o bom resultado o fato de os empregos formais terem apresentado números positivos no estado, atrelado à retomada econômica. Aos poucos, esses consumidores podem estar canalizando recursos para o consumo”, avaliou o IFec RJ.

 

As preferências dos consumidores são as lembrancinhas (46,1%), roupas (46,1%), brinquedos (31%), calçados, bolsas e acessórios (26,8%), perfumes e cosméticos (22,5%), eletrônicos (16,9%), livros ou ebooks (12,7%), eletrodomésticos (11,6%) e joias e bijuterias (8,1%).

 

Entre os pesquisados, 48,9% se dividiram entre lojas físicas e online. Mais da metade deles (28,9%) pretendem fazer compras em lojas físicas e 22,2% somente online. Apesar da mudança do cenário epidemiológico, conforme o estudo, o percentual de pessoas que farão compras em lojas físicas não voltou aos patamares de 2019. Antes da pandemia, tinha ficado em 43,6%.

 

O diretor do IFec RJ, João Gomes, disse que, mesmo com o total de volume financeiro de 2021 maior maior do que no ano passado, por conta dos efeitos da retomada econômica, o Natal será novamente dos pequenos presentes. “Na pesquisa deste ano observamos, assim como em 2019, um grande percentual de consumidores que vão optar por presentes mais baratos, as famosas lembrancinhas. Além disso, vimos um crescimento na porcentagem de pessoas que disseram ter a intenção de fazer suas compras no comércio eletrônico, comprovando que o hábito da aquisição de itens por meio online deve permanecer entre os consumidores fluminenses”, afirmou.

 

Fecomércio RJ

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Rio de Janeiro é composta por 59 sindicatos patronais fluminenses. O setor reúne mais de 314 mil estabelecimentos, que representam dois terços da atividade econômica do estado, em 68% dos estabelecimentos fluminenses, gerando mais de 1,6 milhão de empregos formais no total. O número equivale a 60% dos postos de trabalho com carteira assinada no estado. A Fecomércio RJ administra também, no estado do Rio, o Serviço Social do Comércio (Sesc) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac).

Print Friendly, PDF & Email

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

MENU