Inea premia engenheiro ambiental da Sema por trabalho sobre desenvolvimento sustentável


Durante cerimônia na semana passada, no auditório da Alceo Magnanini, no Centro da cidade do Rio de Janeiro, foram premiados os vencedores do II Prêmio Inea de Meio Ambiente, promovido pela Secretaria de Estado do Ambiente e Sustentabilidade (Seas) e do Instituto Estadual do Ambiente (Inea).

Entre os contemplados está o assessor técnico e engenheiro ambiental da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Sema) de São Francisco de Itabapoana (SFI) Nilson Coutinho.

 

De acordo com os organizadores, o objetivo do concurso é incentivar a produção de trabalhos acadêmicos sobre a gestão ambiental, sendo que nesta segunda edição, o tema central era buscar soluções baseadas na natureza para o desenvolvimento sustentável.

 

“É muito gratificante participar de um concurso ao lado de pessoas tão renomadas em suas atuações profissionais e acadêmicas. O meu resultado é fruto do investimento na educação pública de qualidade no interior fluminense. Espero que esse trabalho sirva de inspiração para a implementação de experiências inovadoras no tocante ao desenvolvimento rural sustentável dos municípios fluminenses, sobretudo SFI, que tem relevância do ponto de vista ambiental e da produção agrícola. Parabéns à Seas e ao Inea pelo interesse e iniciativa em buscar soluções conjuntas junto à comunidade científica para o enfrentamento de desafios ambientais reais do nosso tempo”, ressaltou Coutinho:

 

A monografia dele, “Soluções Baseadas na Natureza aplicadas à gestão das águas: integrando conservação florestal e sistemas permaculturais à luz da Agenda 2030 da ONU – o caso da Estação Semente Águas Claras”, em parceria com a professora Maria Inês Paes Ferreira, obteve o 3º lugar, conquistando uma premiação de R$ 8 mil.

 

Acompanharam o engenheiro ambiental premiado de SFI os seus familiares, além do subsecretário municipal de Meio Ambiente, Manoel Mendes, e o servidor Cassiano da Silva Filho. A cerimônia de premiação reuniu ainda servidores do Inea, membros da comissão julgadora, acadêmicos, ambientalistas, secretários municipais de Meio Ambiente e outros convidados.

 

Demais premiados – Bianca Dragoni Valente e Luiza Nogueira Cavalcanti ficaram em 1º lugar com a monografia “Manejo das águas urbanas: Novas perspectivas para o Jockey Club Brasileiro”, recebendo R$ 14 mil, e Aliny Patrícia Flauzino Pires e Stella Manes da Silva Moreira, em 2º lugar, com o tema “Prevenção de enchentes no Rio de Janeiro: As soluções baseadas na natureza como adaptação a eventos climáticos extremos”, ganhando R$ 10 mil de premiação.

 

Print Friendly, PDF & Email

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

MENU