Incêndio de grandes proporções destrói casarão histórico da Fazenda da Grama, em Rio Claro


Imóvel pertenceu ao ‘Rei do Café’ no século 19 e fica em propriedade particular, localizada no distrito de Passa Três. Ninguém se feriu, informaram os bombeiros.

Um incêndio de grandes proporções destruiu o casarão histórico da Fazenda da Grama, em Rio Claro, no Sul do Rio de Janeiro, na noite de sábado (21). O imóvel do século 19 fica em uma propriedade particular localizada entre a estrada para Arrozal e a Rua Jabuticabeira, no distrito de Passa Três.

 

 

Segundo o Corpo de Bombeiros, foram acionadas equipes dos quartéis das cidades vizinhas Volta Redonda, Barra Mansa e de Piraí para combater as chamas, que começaram por volta de 21h.

 

 

O fogo foi apagado na manhã deste domingo (22). Uma equipe da Defesa Civil de Rio Claro irá ao local para avaliar como ficou a estrutura do imóvel após o incêndio.

 

Ninguém ficou ferido, informaram os bombeiros.

 

Segundo a prefeitura, a suspeita inicial era de que o incêndio possa ter sido causado de forma criminosa, porque no local apareceram pichações, que podem ter sido feitas na mesma noite. Entretanto, um boletim de ocorrência foi registrado na delegacia e a causa ainda será investigada.

 

Contexto histórico
A Fazenda de São Joaquim da Grama, conhecida hoje como Fazenda da Grama, se destacou na produção de café durante o século 19. Na época, pertencia ao comendador Joaquim José de Souza Breves, considerado o “Rei do Café” no Brasil Imperial.

 

Por conta disso, passou a receber famílias tradicionais da época para discutir assuntos de interesse dos cafeicultores e políticos.

Print Friendly, PDF & Email

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

MENU