Inea inicia vistoria na área da futura Estação de Tratamento de Esgoto


O Instituto Estadual do Ambiente (Inea) iniciou a análise do projeto da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) da área central de São Francisco de Itabapoana (SFI). Uma equipe do órgão estadual esteve no município, nesta quarta-feira (11), verificando o local que abrigará a futura ETE, entre o portal de entrada da cidade e a Praça da Igreja Matriz, no Centro, nas imediações do Posto do INSS.

“Entregamos o projeto da ETE e estamos pedindo ao Inea a licença de instalação (LI), para depois solicitarmos a licença de operação (LO). Já temos R$ 4 milhões liberados através de um convênio com a Funasa (Fundação Nacional de Saúde) para o início da obra, aguardando apenas a LI para começarmos as intervenções”, revelou o secretário municipal de Planejamento e Desenvolvimento, Florentino Cerqueira, o Tininho. Uma verba adicional de R$ 2 milhões do Governo Federal está reservada à implantação da ETE, objetivando dar funcionamento efetivo à estação através da instalação dos canos interligando todo o sistema.

“Recebemos o material e agora vamos analisar toda a documentação enviada pela prefeitura. Em vista a necessidade do município e não ter nem um metro de esgoto tratado, iremos dar uma prioridade. Depois teremos que elaborar o parecer técnico e estando tudo dentro da normalidade, emitiremos a licença ambiental solicitada”, revelou o analista ambiental químico do Inea Alcindo da Silva Neto.

“Apesar de SFI ter completado 25 anos de emancipação político-administrativa em 2020, não possui um metro sequer de esgoto tratado. Estamos dando o pontapé inicial para tornarmos este sonho realidade que vai mudar a vida dos moradores do município. Agradeço ao deputado federal Aureo Ribeiro, que viabilizou a assinatura do convênio com a Funasa”, ressaltou a prefeita.

Projeto – O projeto da ETE prevê elevatória para beneficiar também as áreas mais baixas, permitindo a remoção de cargas poluentes do esgoto, devolvendo ao ambiente o efluente tratado evitando danos à natureza, seguindo os padrões exigidos pela legislação vigente.

Ascom SFI

Print Friendly, PDF & Email

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

MENU