Hackers atacam provedor de internet em Presidente Kennedy


Ataques orquestrados vem atingindo uma provedora de internet de Presidente Kennedy, a PK NET. O acompanhamento da rede tem sido constante para evitar novos problemas.

Os clientes da provedora ficaram sem internet por dois dias na cidade, ou quando funcionava, o internauta ficava pouco tempo conectado. A PK NET contratou uma empresa especializada nestes tipos de ataques cibernéticos e resolveu o problema.

Desde o dia 08 de janeiro, empresas que prestam o serviço de internet nos municípios de Cachoeiro de Itapemirim, Muqui, Mimoso do Sul, Presidente Kennedy, Marataízes, Itapemirim, Piúma, Anchieta, Jerônimo Monteiro, Iconha, Vargem Alta, Castelo, Venda Nova e Conceição de Castelo, têm sofrido ataques cibernéticos chamado de DDOS(Distributed Denial of Service, em inglês).

O DDOS é um ataque de negação de serviço, é uma tentativa de tornar os recursos de um sistema indisponíveis para os seus utilizadores. Alvos típicos são servidores web, e o ataque procura tornar as páginas hospedadas indisponíveis na rede.

Não se trata de uma invasão do sistema, mas sim da sua invalidação por sobrecarga na rede. Não existe risco de perda de dados, acesso invasão ao computador ou smartphone do cliente por este tipo de ataque.

Até agora não se sabe a origem, mas a empresas fornecedoras de internet que estão sofrendo os ataques e consequentemente perdendo clientes, estão se organizando para fazer um boletim de ocorrência em conjunto.

Uma empresa de Marataízes, só na semana passada, perdeu mais de 500 clientes que migraram para outras empresas.

Após investigações, os responsáveis por ataques cibernéticos podem ser enquadrados na Lei 12.737/12 e condenados a ficar na prisão.

Print Friendly, PDF & Email

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

MENU