Marido de Flordelis, pastor Anderson tinha 30 marcas de tiros no corpo, diz laudo


O corpo do pastor Anderson Carmo Souza, marido da deputada federal Flordelis (PSD), morto na madrugada de domingo (16), pouco depois de voltar para casa, em Niterói, Região Metropolitana do Rio, tem 30 marcas de tiros no total. A informação consta do laudo do Instituto Médico Legal (IML) obtido pelo G1.

Das 30 perfurações, a maior parte está concentrada na região da virilha e das coxas: nove no total. Outros oito tiros foram dados na parte do peito, e a análise permitiu também identificar um tiro dado junto à orelha direita do pastor Anderson, à curta distância, o que para os investigadores indicaria que o criminoso tinha a intenção de matá-lo.

Segundo o perito, o exame apontou “30 perfurações irregulares” no corpo do pastor. “Devido à multiplicidade dos disparos não foi possível determinar quais lesões seriam de entrada e quais seriam de saída”, escreve o perito.

Investigação do crime
Agentes da Divisão de Homicídios de Niterói prenderam, no início da tarde desta segunda-feira (17), um dos filhos da deputada Flordelis e do pastor Anderson do Carmo Souza, morto na madrugada deste domingo (16), quando chegava em casa.

Segundo a polícia, o filho da deputada tinha um mandado de prisão em aberto por violência doméstica. A identidade dele ainda não foi divulgada.

O rapaz foi preso durante o enterro de Anderson no cemitério Memorial Parque Nycteroy, em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio, no início da tarde. A deputada Flordelis e o pastor têm 55 filhos, a maioria adotados.

Desde a manhã desta segunda, a polícia investigava se alguém próximo ao casal havia praticado o crime.

Crime após chegar em casa
A deputada Flordelis prestou depoimento no domingo. Ela disse que o marido tentou evitar que criminosos entrassem em sua casa.

Segundo informações, Anderson Carmo foi executado por volta das 4h, com diversos tiros, pouco tempo após chegar em casa.

“Eu só fui dar um passeio com meu marido, mais nada, gente… Só um passeio, que acabou desta forma, [com ele] perdendo a vida protegendo a casa, protegendo a família. O que ele tentou foi evitar que… Infelizmente abriu o portão da garagem e ele tentou evitar que eles entrassem dentro da casa. Ele sacrificou a vida dele para proteger a família”, contou.

Uma equipe do 12º BPM (Niterói) foi acionada com a informação de uma tentativa de homicídio no local onde Anderson foi baleado. A vítima já havia sido socorrida pelos familiares e levada para o Hospital Niterói D’Or, em Santa Rosa, mas ela não resistiu aos ferimentos.

Print Friendly, PDF & Email

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.