Jovens são mortos e carbonizados em chacina em Santo Antônio de Pádua


Um crime chocou a cidade de Santo Antônio de Pádua, no Noroeste Fluminense. Quatro homens foram assassinados em uma chacina. Eles foram mortos a tiros. Os corpos foram encontrados na tarde desse domingo (6), na localidade de Morro Grande, na zona rural da cidade. Eles estavam carbonizados e amarrados dentro de um carro Onix de cor prata: dois estavam no banco traseiro e o restante no porta-malas.

As vítimas são Matheus Souza Silva Araújo, de 19 anos, Caio Brito Sipriano, de 20, Sérgio Mauro Barbosa da Silva, de 21 e Tiago Gonçalves Pinheiro, de 34. A Polícia Militar (PM) informou que foi acionada por populares que ouviram barulho de vários disparos de arma de fogo. Ao chegarem ao local, os policiais encontraram as vítimas já sem vida, e o automóvel totalmente destruído. Os policiais fizeram buscas pelos autores do crime, e três suspeitos já foram presos.
A polícia recebeu denúncia anônima de que os suspeitos usaram dois carros e três motos para fugir. Então, os policiais foram atrás dos criminosos e encontram um dos veículos abandonado na estrada. Outro carro, que teria sido usado no crime, se envolveu em um acidente de trânsito durante perseguição policial. Nele, estavam cinco ocupantes, mas dois conseguiram fugir. Os detidos são um adolescente de 14 anos, um jovem de 19 e um homem de 28. Eles não sofreram ferimentos, passam bem e foram presos em flagrante.
Mais de dez envolvidos no crime
Além dos três que foram presos, a polícia suspeita de que pelo menos mais dez criminosos estejam envolvidos na autoria da chacina. A PM recebeu denúncias anônimas de que os outros suspeitos teriam fugido para São José de Ubá. A PM fez uma operação na região para tentar encontrar os bandidos, mas, até o momento, o restante não foi encontrado.
Ainda segundo a PM, o Onix carbonizado em que as vítimas foram encontradas estava com várias de marcas de tiros. Tiago, Sérgio Mauro, Caio e Matheus eram moradores de Miracema, também no Noroeste Fluminense. Os corpos deles foram removidos para o Instituto Médico Legal (IML) de Itaperuna.
Invasão em Morro Grande
Pouco antes de ser acionada para o caso, a PM foi informada de que vários criminosos estavam invadindo a localidade de Morro Grande, área onde o carro foi encontrado com os corpos carbonizados. Porém, poucos minutos depois de receber a informação, a polícia voltou a ser solicitada por moradores que viram um automóvel pegando fogo com as vítimas dentro, mas ainda não sabiam que se tratava de uma chacina.
A polícia trabalha para saber a motivação do crime, que é investigado na 142ª Delegacia de Polícia (Cambuci), responsável pelo plantão de final de semana.
Fonte:Folha1
Print Friendly, PDF & Email

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.