Estudantes da rede municipal produzem sabão ecológico com óleo usado


         O óleo de cozinha usado, que antes era jogado no ralo da pia, entupindo caixas de gordura e contaminando mananciais, agora é matéria prima para o sabão ecológico fabricado pelos alunos da escola municipal Dr. Getúlio Vargas, em Tócos. O projeto, que começou no início do ano, é tão positivo que na próxima semana eles vão ministrar uma oficina em uma escola particular. As atividades são realizadas no contraturno escolar. Participam da produção cerca de 15 estudantes, do 6º ao 9º ano, membros do Clube de Ciências da unidade, orientados e supervisionados pela professora de Ciências Claudete Soares. Ao todo, já foram produzidas mais de 50 pedras (de 100 e 200 gramas). O óleo utilizado na fabricação é levado pelos próprios estudantes e funcionários da escola. Parte da produção é usada na limpeza da unidade e outra é vendida pelos estudantes por R$1 e R$2. “Temos um caderninho onde registramos as vendas. Estamos guardando este dinheiro.

        Queremos usá-lo para fazer uma blusa para o nosso clube e comprar reagentes”, antecipa a “contadora” Betina Affonso, aluna do 6º ano. De acordo com Claudete, o projeto criou nos estudantes consciência ambiental e mais disciplina. “Eles aprenderam sobre a importância da reciclagem de resíduos, do quanto o óleo descartado de maneira incorreta pode ser prejudicial ao meio ambiente e ficaram mais centrados nos estudos”, destaca a professora. 
       Descarte correto — Quando o óleo de cozinha não é descartado de forma correta, ele vai para o esgoto e contamina os mananciais, além de entupir as caixas de gordura. Um litro de óleo é suficiente para contaminar cerca de 20 mil litros de água. Esse tipo de poluição pode acarretar em desequilíbrio ecológico, ameaçando a vida de diversas espécies de animais e vegetais. A prefeitura mantém dois postos de coleta de óleo de cozinha usado: o Horto Municipal e o Centro de Educação Ambiental, que fica na Av. José Carlos Pereira Pinto, em Guarus. 
Fonte: Comunicação PMCG
Print Friendly, PDF & Email

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.