Covid-19 em tendência de queda, mas descuido nas ruas de Campos cresce


Campos contabilizou 5.199 casos de Covid-19 e 333 óbitos na última sexta-feira (11). De acordo com dados do Informe Epidemiológico nº 18, de 28 de agosto, a média móvel de óbitos apresenta uma tendência de redução, com relação ao estudo anterior.

 

Com queda no atendimento e na ocupação de leitos por pacientes com Covid-19 no Centro de Controle e Combate ao Coronavírus, a Prefeitura, junto ao Ministério Público, Defensoria Pública, Conselho Regional de Medicina (Cremerj) e Sindicato dos Médicos de Campos (Simec) vai analisar a possibilidade de alteração do funcionamento da unidade.

 

 

A diretora da vigilância em Saúde de Campos, Andreya Moreira, alerta que a tendência redução não deve significar relaxamento nas medidas individuais de cuidado. Na última quinta-feira (10), a o prefeito Rafael Diniz manteve o nível 3 do do Plano de Retomada de Atividades Econômicas e Sociais. Mesmo com a cautela do poder público frente à tendência de queda da Covid-19, nas ruas cresce o descuido.

 

 

Na última quarta (09) a equipe da Folha da Manhã flagrou bares lotados em pontos distintos da cidade e flagrantes de pessoas sem máscaras, mesmo sob risco de multa. No feriado prolongado de 7 de setembro, as praias e balneários da região estiveram lotados.

 

Segundo dados do Informe Epidemiológico nº 18, houve aumento no registro de casos confirmados de Covid-19 a partir da 29ª semana epidemiológica. Já na 33ª semana epidemiológica, a média móvel de casos confirmados foi 8,1 casos, passou para 38 na 34ª semana e atualmente, na 35ª semana epidemiológica, é de 8,3 casos. “O aumento observado no número de novos casos da doença ocorreu após o início das notificações no sistema de informação E-SUS VE diretamente pelos laboratórios de acordo com o descrito no Informe Epidemiológico nº 17. Entre os dias 05 e 30 de agosto, mais de 50% do total de novos casos registrados na cidade foram notificados diretamente pelos laboratórios do município”, diz o estudo.

 

 

A redução da média móvel é analisada não só em Campos, mas em todo o país. Na última quarta o Brasil bateu três semanas consecutivas com redução média no número de mortes, pela primeira vez, desde o primeiro caso registrado. No entanto, a diretora da Vigilância em Saúde de Campos, Andreya Moreira alerta para a necessidade de cautela.

 

— Estamos realizando a testagem itinerante e em busca de casos ativos para estudo de prevalência. Os indicadores mostram uma tendência de estabilização e temos verificado tendência de redução, seguida de estabilização nas internações, na ocupação de leitos públicos, próprios e contratualizados.

 

 

 

É bom frisar a importância da população, neste momento, entender o tamanho da responsabilidade de cada um e permanecer atenta às medidas de enfrentamento à Covid-19 e seguindo as orientações. Não podemos relaxar ou esquecer que ainda estamos em enfrentamento a Covid-19 — explicou a médica.

 

Bares lotados e barreira em praia e lagoa
Nas ruas, o descaso com a Covid-19 é cada vez maior. Na última quarta, dia de jogo do campeonato brasileiro, os flagrantes de descumprimento de regras de distanciamento e, até mesmo do uso de máscaras, que tem previsão de multa para quem não cumpre, foi observado em bares no Horto, Pelinca e Parque Santo Amaro.

 

 

No Centro da cidade, principalmente nas ruas Barão do Amazonas e João Pessoa, que estão tomadas de vendedores ambulantes, comercializando produtos diversos, máscara e distanciamento parecem ser opcionais. Na maioria das lojas, não há nem a presença de funcionário aferindo a temperatura e disponibilizando álcool aos clientes conforme o indicado.

 

O descaso também foi percebido durante o feriado prolongado e nos finais de semana, quando as barreiras sanitárias têm aplicado multas e orientado a população a voltar para casa em Farol de São Thomé e Lagoa de Cima.
Em nota, a Prefeitura disse que “as equipes de fiscalização têm agido ainda, montando barreiras sanitárias em Lagoa de Cima nos fins de semana e nas segundas-feiras, dias mais procurados pelos turistas.

 

 

Já em Farol de São Thomé, durante os fins de semana, a fiscalização tem sido feita de forma itinerante, já que o acesso ao balneário pode ser feito por três entradas. Na área central do município, as equipes da Guarda Civil Municipal, Postura e da Secretaria de Segurança Pública, estão trabalhando na orientação e redução dos ambulantes e nas ruas”.

 

 

De acordo com secretário de Segurança Pública, Darcileu Amaral, as multas vão começar a ser publicadas em Diário Oficial nos próximos dias. “A maioria das multas tem sido a estabelecimentos comerciais, bares e restaurantes. Essa semana houve um aumento significativo no número de multas aplicadas. Nas ruas, pouquíssimas pessoas estão sem máscaras, quando flagramos alguém sem o equipamento, ou descumprindo alguma medida, abordamos e somos atendidos de forma positiva imediatamente”, destacou.

 

 

Proposta de mudança na atividade do CCC
A queda no atendimento e na ocupação de leitos por pacientes com Covid-19 no Centro de Controle e Combate ao Coronavírus pode levar à alteração no funcionamento da unidade. O prefeito Rafael Diniz se reuniu com a equipe médica do CCC, que apresentou dados e solicitou que o serviço de triagem funcionasse, diariamente de 8h às 20h. O Centro continuaria funcionando à noite, após esse horário, somente para receber e atender pacientes encaminhados para internação, tanto para leitos clínicos como de terapia intensiva.

 

A proposta será apresentada em reunião, com data ainda a ser definida, ao Ministério Público, Defensoria Pública, Conselho Regional de Medicina (Cremerj) e Sindicato dos Médicos de Campos (Simec).

 

Os médicos sugeriram a redução do horário de atendimento na triagem a partir do próximo dia 19. “Não podemos tomar essa medida sozinhos e sugeri que elaborassem um projeto técnico para apresentar as autoridades que regulam e atuam no enfrentamento ao coronavírus, a Justiça, Defensoria e Ministério Público, além do Cremerj e do Sindicato dos Médicos”, detalhou Rafael.

 

A proposta da equipe médica não alteraria o fluxo de atendimento no CCC, que funciona na Beneficência Portuguesa. A partir do próximo dia 19, a triagem passaria a funcionar diariamente das 8h às 20h e o Centro de Controle e Combate ao Coronavírus continuaria, 24 horas por dia, a tratar pacientes nos leitos clínicos e de UTI e a receber, para internação, os encaminhados pelas unidades de saúde e pelo sistema de regulação de vagas.

Print Friendly, PDF & Email

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.