RJ bate recorde de assaltos a ônibus e registra mais de 8,7 mil casos no 1° semestre


O número de assaltos a ônibus no Rio de Janeiro é assustador: foram 8.761 casos de janeiro a junho. Esse é o maior número registrado em um único semestre desde o início da série histórica, segundo o Instituto de Segurança Pública (ISP).

De janeiro a junho, o número de assaltos a passageiros cresceu 14% no estado, na comparação com o mesmo período do ano passado. A maior parte ocorreu na Região Metropolitana.

Só nos municípios do Grande Rio, foram mil casos a mais que no primeiro semestre do ano passado: crescimento de 12%.

A ambulante Maria de Lima Silva, que já foi assaltada duas vezes dentro do ônibus, diz que viaja com medo. Ela perdeu o celular e todos os documentos.

“Um rapaz entrou, apontou a arma para o motorista, o outro pulou a roleta e veio fazendo a limpa. Arrastão dentro do ônibus”, disse a passageira.

A cabeleireira Rose Elaine Martins viveu isso na pele: foi assaltada quando estava dentro do ônibus, na Via Dutra, na Baixada Fluminense.

“Entraram armados e renderam todo mundo. Levou celular, dinheiro e ficamos à mercê. Não tinha policiamento, não tinha nada. Fomos para a delegacia fazer o boletim de ocorrência, mas não adianta nada”, reclamou a passageira.
Na capital, as três regiões que tiveram maior aumento de assaltos a ônibus foram as áreas dos batalhões da Praça da Harmonia (+66,8%), da Maré (+43,4%) e de Olaria (+43,2%).

Na segunda-feira (22), durante uma entrevista coletiva, o governador Wilson Witzel prometeu reduzir esses crimes investindo em tecnologia e mais patrulhamento.

“O monitoramento eletrônico, reconhecimento facial e recomposição da polícia ostensiva como foi feito em Nova York, a tendência é reduzir o roubo de rua”, disse o governador.

Os passageiros esperam por essa mudança. Enquanto isso, o jeito é torcer para que a linha que eles embarcam não seja a mesma escolhida pelos criminosos.

A assessoria da Polícia Militar disse que, apesar do aumento no número de roubos em ônibus de janeiro a junho, se for considerado apenas o mês de junho, esse tipo de crime reduziu 22%. A PM afirmou que o comando da corporação determinou que o policiamento nos ônibus seja reforçado.

Print Friendly, PDF & Email

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.