Jovem é assassinada em Donana e suspeito é o ex-namorado


Uma jovem de 23 anos foi morta a tiros na localidade de Donana, na noite dessa terça-feira (2). Tamires Ramos Martins voltava da escola quando foi abordada por um homem, que, segundo a Polícia Militar, seria o ex-namorado da vítima, que não foi encontrado até o momento. Segundo a Polícia Civil, um amigo do suspeito, que estaria no carro no momento do crime, se apresentou na delegacia de São João da Barra. A vítima deixa uma filha de seis anos.

De acordo com a PM, a jovem parou em uma lanchonete, onde o homem a teria chamado para entrar em seu carro, mas ela se recusou e, ao tentar sair do estabelecimento em uma bicicleta, foi baleada. Dois tiros atingiram o tórax e um o braço da vítima.
No Instituto Médico Legal (IML), a irmã de Tamires, Tainara Ramos, contou, na tarde desta quarta-feira, que a vítima e o suspeito namoraram por dois anos e que haviam terminado o relacionamento há cerca de dois meses. De acordo com ela, desde então, o ex-namorado passou a perseguir e ameaçar Tamires.
De acordo com familiares, o corpo da jovem deve ser sepultado ainda nesta quarta-feira, no Cemitério Municipal de Goitacazes.
A família da vítima já foi ouvida na 134ª Delegacia de Polícia (Centro). Segundo policiais civis, o suspeito estava acompanhado de um amigo, que afirmou que não sabia que ele tinha a intenção de cometer o assassinato. Este homem, que até o momento é considerado testemunha do crime, saiu de Donana no carro com o suspeito, que, segundo ele, desceu do veículo em Campos e pediu para que o amigo levasse seu carro de volta para Atafona, onde mora. Ao chegar em São João da Barra, o amigo do suspeito procurou a 145ª Delegacia de Polícia, passando informações sobre o que teria ocorrido.
Leia mais

Laudo aponta que ex-companheira de DJ teve perfuração de tímpano
OAB-Campos divulga nota de repúdio diante de casos de violência contra a mulher
Buscas já foram feitas em Atafona, mas o suspeito não foi encontrado. Informações sobre o caso podem ser passadas para a Polícia Civil pelo Disque-Denúncia da delegacia, por meio do número (22) 98831-8036.
Nas redes sociais, o crime causou comoção, com manifestações de familiares e amigos. Uma parente de Tamires pediu auxílio à população para que o suspeito seja encontrado, lembrando que a jovem criava, sozinha, a filha. Em postagem, uma amiga comentou: “Meus sinceros sentimentos!! Que o Senhor acalente o coração de cada um de vocês neste momento de grande dor!!! Esses infelizes não aceitam que a mulher tem livre arbítrio dado pelo próprio Deus!!!”.

https://static.addtoany.com/menu/page.js

Print Friendly, PDF & Email

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.