SFI decreta Situação de Emergência para minimizar danos provocados pelo avanço do mar em Guaxindiba


São Francisco de Itabapoana (SFI) decretou Situação de Emergência em razão dos danos provocados pela erosão costeira em Guaxindiba. A decisão ocorreu após a prefeita Francimara Barbosa Lemos recepcionar o secretário estadual das Cidades, Juarez Fialho, juntamente com o deputado estadual Bruno Dauaire, durante visita de verificação no litoral são franciscano. A inspeção aconteceu nesta quarta-feira (27) e contou com a participação de secretários e assessores municipais, além de vereadores.

“Solicitamos à Secretaria Municipal de Defesa Civil e Meio Ambiente a elaboração de um relatório sobre este fenômeno, que evidencia a necessidade de intervenção com um projeto específico para minimizar os impactos, e o entregamos ao secretário Juarez Fialho e ao deputado Bruno Dauaire. Decidimos pelo 

Decreto de Emergência para desburocratizar as eventuais medidas que tenham de ser tomadas”, informou a prefeita Francimara.

O secretário da pasta, Ilzomar Soares, que é biólogo marinho, ressaltou que estudos técnicos são de grande importância para orientar e nortear que tipo de projeto precisa ser implantado no local.
“Precisamos um esforço conjunto através do município, por intermédio da prefeita Francimara, do Estado e da União, tendo ainda a participação da sociedade e da comunidade de SFI para obtermos em Guaxindiba um resultado satisfatório com urbanização da Orla e solução para a quebra da hidrodinâmica (impacto das ondas), diminuindo as marés forçantes e as causas e consequências que o processo erosivo vem ocasionando. O decreto de Situação de Emergência será encaminhado à Redec (Regional de Defesa Civil), que posteriormente enviará ofício ao Ministério da Integração Nacional”, argumentou Soares.

Em relação aos postes de energia elétrica que caíram e aos que oferecem risco de queda na orla de Guaxindiba, o secretário falou que já oficiou a concessionária Enel (antiga Ampla) para que realize os reparos com urgência.

Fialho, que atendeu a um convite de Dauaire, que é vice-presidente da Comissão de Defesa Civil da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), revelou quais as medidas tomará em relação ao problema.

“A ideia da visita foi primeiro constatar e ver de perto o problema e a realidade das pessoas que estão aqui próximas. A primeira medida será a aprovação de um Decreto de Emergência facilitando as ações na próxima vez que o mar colocar em risco a vida das pessoas”, revelou Fialho, acrescentando:
“Estamos levando também os projetos realizados pela Prefeitura de SFI. Vamos despachar nas secretarias estaduais de Ambiente e Sustentabilidade e na de Infraestrutura e Obras. Precisamos saber se o Governo do Estado disponibiliza de recursos para começarmos alguma obra. Evidente que isso tem que passar por um processo de estudo ambiental. Por fim, vamos unir esforços com os deputados estaduais e federais da região para tentar buscar recursos no Governo Federal diante da situação financeira complicada do Estado e sabendo também que o município não tem muitos recursos para investimentos”, explicou o secretário estadual das Cidades.

Já o deputado Bruno informou que levará a demanda para a Comissão de Defesa Civil da Alerj. “Além de solicitarmos o apoio de todos os deputados estaduais, independente das questões partidárias, e de recorrer ao Governo do Estado, também pedimos ajuda federal enviando um dossiê ao ministro de Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, ao senador Flávio Bolsonaro e ao deputado federal Wladimir Garotinho, com medidas de contenção para diminuir os prejuízos provocados. Vamos tentar viabilizar emendas em busca de recursos para a realização das intervenções imprescindíveis”.

O secretário das Cidades e o parlamentar visitaram antes a cidade de São João da Barra (SJB) para se certificarem dos estragos provocados pelo avanço do mar em Atafona. No último domingo (24), atendendo a um pedido do deputado, o secretário estadual de Defesa Civil, coronel Roberto Robadey Costa Junior, juntamente com o próprio Bruno e outras autoridades, sobrevoaram de helicóptero o litoral dos dois municípios verificando os mesmos problemas.

Ascom SFI

https://static.addtoany.com/menu/page.js

Print Friendly, PDF & Email

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.