Vereador morto em Japeri, na Baixada Fluminense, foi atingido por um disparo


O vereador Wendel Coelho, de 26 anos, assassinado na manhã deste domingo (24) em Japeri, na Baixada Fluminense, foi morto com um tiro no peito.


Segundo a polícia, na hora do crime o vereador estava acompanhado do irmão, que não se feriu. De acordo com ele, os dois cruzaram com um grupo de criminosos armados em motos e, de repente, um dos bandidos perseguiu o carro do parlamentar e fez um disparo.

Para os investigadores, o caso não tem características de atentado – já que o vereador levou apenas um tiro.

Além de Wendel e do irmão, outras quatro pessoas estavam no carro. O grupo voltava da casa de parentes em Mangaratiba, na Costa Verde do estado. A Divisão de Homicídios fez perícia no local do crime.

A polícia analisa imagens de câmeras de segurança da rua para tentar identificar o assassino do parlamentar. A morte de Wendel é mais um caso recente de violência contra políticos na Baixada Fluminense.

Em janeiro, homens armados dispararam pelo menos 30 vezes contra a comitiva do prefeito de Caxias, Washington Reis (MDB). Ninguém se feriu.

Em outubro do ano passado, na área rural de Seropédica, três homens encapuzados executaram o suplente de vereador Rafael Cardoso (PDT) enquanto ele tomava café da manhã num bar.

Na Câmara de Japeri, Wendel Coelho discutia pautas ligadas à segurança pública. Em janeiro, numa rede social, o parlamentar reclamou da violência na cidade, depois que um amigo foi assassinado.

“Éramos amigos de infância, hoje vivemos um grande caos na nossa cidade. Perdemos nosso direito de ir e vir. Hoje foi meu amigo que amo tanto, amanhã será quem? Devemos tomar providências rápidas e imediatas para que não aconteça mais com ninguém, Eu vereador, Wendel Coelho estarei cobrando para melhoria da segurança da nossa cidade.”, disse o vereador em um discurso.
Wendel deixa mulher e duas filhas. Ele foi eleito para o primeiro mandato com 729 votos.

https://static.addtoany.com/menu/page.js

Print Friendly, PDF & Email

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.