Carla e Bruno: Situação de Atafona está acima das questões partidárias


A prefeita de São João da Barra, Carla Machado (PP), já foi aliada política do ex-prefeito Betinho Dauaire, pai do deputado estadual Bruno Dauaire (PRP). Inclusive, foi a primeira líder do governo na Câmara nos dois primeiros anos de governo do ex-prefeito. 

O rompimento aconteceu em 1999, quando Betinho era pré-candidato à reeleição e Carla já presidia a Câmara. De lá pra cá, o duelo Dauaire x Machado polarizou a política sanjoanense. Neste domingo (24), durante a visita a Atafona do secretário estadual de Defesa Civil, Coronel Roberto Robadey Costa Júnior, Carla e Bruno estiveram no mesmo carro e conversaram sobre parcerias para solucionar a questão do avanço do mar, independente de questões partidárias.

— Fiquei feliz, deputado Bruno, do senhor estar se engajando. Na Alerj tem vários deputados já comprometidos com isso, no governo federal também. O senhor [Bruno] conhece alguns, eu conheço outros. O que a gente quer, independente de questões partidárias, é que a situação se resolva. O problema em Atafona está acima disso — afirmou Carla.

Bruno seguiu na mesma linha: “Aqui a gente está longe dessas questões partidárias. O secretário atendeu nosso pedido no sábado (23), às 22h30. Nesta semana a gente deve ter a presença de outro secretário estadual. E, numa terceira agenda, se Deus quiser, a gente conta, com a articulação do senador Flávio Bolsonaro, com a presença do ministro da Infraestrutura [Tarcisio Gomes de Freitas]”.

Apesar das trocas de gentilezas — Carla chegou a convidá-los para um almoço, mas devido à agenda deles não foi possível, e ela ainda disse que teria outra oportunidade para cozinhar um peixe para o deputado —, também houve uma “alfinetada”. Na despedida, Bruno foi agradecer a Carla por participar da agenda. De imediato, a prefeita respondeu que não tinha o que agradecer, afinal ela é “a representante do município”.

No recente histórico político sanjoanense, Betinho e Carla se enfrentaram em 2000, com a vitória do então prefeito sobre a presidente da Câmara. Em 2004, Carla venceu Ari Pessanha, candidato apoiado por Betinho. Já em 2008, duelo da prefeita com o ex-prefeito. Nova vitória de Carla. Já em 2012, ela, no seu segundo mandato consecutivo, não pode disputar. Betinho tentou de novo, mas perdeu para Neco (MDB), apoiado pela prefeita. Do pleito teve origem a ação da Machadada, que condenou parte do grupo liderado por Carla em primeira e segunda instâncias a oito anos de inelegibilidade. Existe recurso no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a ser julgado.

Já em 2014, Carla e Bruno foram candidatos a uma cadeira na Alerj. Ela não foi eleita, ficou como segundo suplente na legenda do PT, mas foi a mais votada do município, apesar de não ter o apoio do então prefeito Neco, com que já tinha rompido. Bruno conquistou seu primeiro mandato, mas, no município, também sem apoio de Neco, foi o terceiro mais votado, atrás de Carla do ex-vereador Kaká (Avante). A partir daí, começou a especulação de mais um embate Dauaire x Machado em 2016.

Só que na última eleição municipal, a família Dauaire não lançou candidato em SJB e não declarou publicamente apoio a nenhum dos nomes que disputaram a Prefeitura. Carla venceu com folga o prefeito que ajudou a eleger em 2012. Já em 2018, Bruno conseguiu a reeleição para Alerj, sendo o deputado estadual mais votado em SJB, superando os candidatos com apoio da prefeita e seus aliados.
Para 2020, o deputado ou seu pai, Betinho, são apontados como possíveis candidatos. Carla e seu grupo ficam no aguardo do desfecho da Machadada para definição de um nome. Precisa ser lembrado, ainda, que outros grupos articulam candidaturas a Prefeitura de SJB, com objetivo de colocar um fim no dualismo das tradicionais famílias políticas.Fonte:Folha1

https://static.addtoany.com/menu/page.js

Print Friendly, PDF & Email

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.