Jovem grávida assassinada a tiros em Conselheiro Josino


Uma jovem de 23 anos, que, segundo a família, estava grávida, foi assassinada a tiros, na noite dessa segunda-feira (26), no Morro da Parabólica, na localidade de Conselheiro Josino. Identificada como Josimara de Souza Prado, ela foi morta por volta das 21h30, quando voltava para casa com os dois filhos, de 3 e 7 anos. A vítima havia acabado de sair da casa da mãe. No momento da chegada à sua residência, ela foi abordada por um homem, que estava escondido em um matagal.

Familiares de Josimara relataram que a vítima tinha ido buscar a janta na casa da mãe e, ao chegar à sua casa, o homem, escondendo o rosto com a mão, saiu do matagal e começou a atirar. A perícia encontrou seis marcas de perfurações no corpo da jovem. Ela foi atingida na mão, nas costas, no abdômen e na vagina. Josimara era casada, mas o marido não estava em casa na hora do crime.
O filho mais velho contou aos parentes que abraçou o irmão e o puxou para um canto do muro, “enquanto a mãe era baleada e rodava, segurando, em uma sacola, a comida que tinha ido buscar na casa da mãe (avó dos meninos)”.
Após a ação, o menino de 7 anos levou o irmão menor para a casa da avó. Familiares acreditam em crime passional, mas não há confirmação. Até o momento, nenhum suspeito foi preso. Com esse crime, sobe para 212 o número de mortes violentas na cidade de Campos somente em 2018, sendo o 21º assassinato registrado no mês de novembro.
O caso foi registrado na 146ª Delegacia de Polícia (Guarus). Segundo o delegado titular, Luis Maurício Armond, a polícia segue em busca de informações para a elucidação do crime. “Ainda está prematuro para apontar a motivação deste crime, até mesmo pela distância da localidade. A questão da passionalidade é uma vertente. O marido, até o momento, não foi ouvido. Estamos buscando por ele, vamos ouvir alguns parentes. Ainda estamos investigando”.
O corpo de Josimara foi levado para o Instituto Médico Legal (IML), que não divulgou informações sobre os exames realizados na vítima. O sepultamento será no cemitério de Conselheiro Josino, nesta quarta-feira.
Falta de segurança — Moradores da localidade reclamaram da falta de segurança na região. Eles afirmaram que, embora um Destacamento de Policiamento Ostensivo (DPO) funcione em Conselheiro, há apenas um PM no local e não pode abandonar o posto. Segundo o grupo, antes, havia três policiais: um ficava no DPO e os outros dois atendiam as ocorrências com a viatura.
O comandante do 8º Batalhão de Polícia Militar (BPM), tenente-coronel Fabiano Santos, explicou que o patrulhamento da localidade é feito com apoio de policiais do DPO de Santo Eduardo. “Nós estamos com ronda em Conselheiro Josino. O DPO de Santo Eduardo, que é o mais próximo, está cobrindo a área”. Em relação à ida de novos militares para Conselheiro, o comandante afirmou que não há previsão.

https://static.addtoany.com/menu/page.js

Print Friendly, PDF & Email

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.