Campanha Novembro Azul em SFI alerta para conscientização e prevenção do câncer de próstata


 Logo após o Outubro Rosa, período dedicado à conscientização da prevenção ao câncer de mama, a prefeitura de SFI , através da Secretaria de Saúde, por intermédio do Núcleo de Prevenção e Apoio ao Paciente com Câncer e Familiares (NUPRAPAC),inicia este mês a campanha “Novembro Azul”, alertando para a prevenção e conscientização sobre o câncer de próstata e incentivando os homens à realização dos exames preventivos. Para tanto, na próxima segunda-feira(26), às 9h30min, no Salão Ana Festas, haverá palestra sobre o tema com o Urologista, Dr.Gustavo Araújo. O objetivo da palestra é chamar a atenção dos homens para a importância da prevenção desse câncer e mudar os hábitos e atitudes do público masculino em relação a sua saúde e seu corpo, incentivando assim, o diagnóstico precoce da doença. Na ocasião, haverá distribuição de panfletos explicativos.

“Esse evento será de muita importância para conscientização do público masculino, para tanto, buscamos parcerias com  presidente da CDL-SFI, Gerson Wellington, para que o comércio local abrace a ideia e faça a ornamentação das fachadas das lojas com as cores azul e branca que são as cores aluzivas ao       Novembro Azul “, enfatizou a coordenadora do Núcleo de Prevenção e Apoio ao Paciente com Câncer e Familiares (NUPRAPAC), a oncologista clínica, Drª Elizabeth Uhl.

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), no Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens (atrás apenas do câncer de pele não-melanoma). Em valores absolutos e considerando ambos os sexos é o quarto tipo mais comum e o segundo mais incidente entre os homens. A taxa de incidência é maior nos países desenvolvidos em comparação aos países em desenvolvimento.

De acordo com o Instituto, mais do que qualquer outro tipo, é considerado um câncer da terceira idade, já que cerca de três quartos dos casos no mundo ocorrem a partir dos 65 anos. O aumento observado nas taxas de incidência no Brasil pode ser parcialmente justificado pela evolução dos métodos diagnósticos (exames), pela melhoria na qualidade dos sistemas de informação do país e pelo aumento na expectativa de vida.

Alguns desses tumores podem crescer de forma rápida, espalhando-se para outros órgãos e podendo levar à morte. A grande maioria, porém, cresce de forma tão lenta (leva cerca de 15 anos para atingir 1 cm³ ) que não chega a dar sinais durante a vida e nem a ameaçar a saúde do homem.

https://static.addtoany.com/menu/page.js

Print Friendly, PDF & Email

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.