Longas filas em postos após Exército garantir saída de caminhões para abastecimento


Campos amanheceu nesta terça-feira (29), nono dia de paralisação dos caminhoneiros, já com filas em torno de postos de combustíveis, que têm causado engarrafamentos em vários pontos da cidade. Desde essa segunda (28) motoristas tentam abastecer seus veículos, após a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e o Exército escoltarem a saída de caminhões da Cacomanga, na Tapera, para abastecer os postos do município. O Exército permaneceu no km 71 da BR 101, onde estava um grupo de caminhoneiros.

Na avenida 28 de Março, as filas são tanto para postos que receberam o produto nessa segunda como para os que aguardam a remessa para esta quarta. Na rua dos Goitacazes, a fila dobra o quarteirão para o posto, onde a gasolina comum já acabou e estão quase no fim a aditivada e o etanol. Os veículos ocupam as ruas paralelas e transversais ao posto.
— Vi pela internet que a gasolina está a R$ 5,18 e teve gente dizendo que o preço é um absurdo. Para quem já chegou a pagar R$ 5,99, está muito bom — comentou a cabeleireira Edilania Marvila, do Fundão, que aguardava, na rua José Rufino de Carvalho, já havia meia hora, para colocar gasolina na moto, sem saber que só teria opção pela aditivada.
Com a escassez, motoristas relataram que o preço da gasolina disparou em alguns postos. Na segunda-feira, algumas pessoas abasteceram com gasolina comum a R$ 5,09. Nesta terça, em um posto em Donana, o mesmo combustível está sendo vendido a R$ 5,29, para pagamento só a vista. O preço, segundo os consumidores, está variando de posto a posto. Algumas pessoas relatam preço de até R$ 8 reais pela gasolina comum.

https://static.addtoany.com/menu/page.js

Print Friendly, PDF & Email

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.