Tiros em campus do YouTube nos EUA deixam ao menos quatro feridos


Um tiroteio foi registrado na sede do YouTube em San Bruno, na Califórnia, Estados Unidos, na tarde desta terça-feira, 3. A polícia da cidade confirmou o registro da ocorrência e pediu que moradores se mantivessem longe do local.

O New York Times informa que são quatro pessoas feridas. Três delas foram encaminhadas com vida a um hospital de San Francisco e uma tem estado desconhecido até o momento. A última pessoa ferida no caso é a mulher autora dos disparos, que teria se suicidado após o ataque, ainda sem motivo claro.
Em conferência de imprensa, Brent Andrews, representante do Hospital Geral de San Francisco, diz que o estabelecimento recebeu três vítimas do incidente. O caso mais grave é o de um homem de 36 anos, descrito como estando em condição crítica; uma mulher de 32 anos foi avaliada como uma condição grave e uma outra mulher de 27 anos está em situação estável. A situação da quarta vítima é desconhecida e não se sabe para que hospital ela foi encaminhada. 

O chefe de polícia de San Bruno, Ed Barberini, confirmou em entrevista coletiva que a pessoa suspeita dos tiros é uma mulher encontrada morta no local supostamente após cometer suicídio. 

Vladim Lavrusik, gerente de produto do YouTube, também confirmou o ocorrido no Twitter. Ele contou na rede social ter ouvido barulho de tiros e ter se escondido em uma sala com colegas até a polícia chegar e ajudar na evacuação do prédio

Todd Sherman, outro executivo do YouTube, comentou que alguns funcionários saíram correndo quando acharam que o barulho era de um terremoto. Na saída, era possível ver sangue pelos corredores e boatos de que a atiradora havia cometido suicídio

A sede possui mais de 1.700 funcionários, segundo o Google. De acordo com a CBS, há relatos de que os tiros foram disparados em uma cafeteria no campus da empresa, durante o horário de almoço. A polícia fez um cerco ao redor do prédio e bloqueou ruas e avenidas no seu entorno.
Print Friendly, PDF & Email

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.