Servidora pública de Itapemirim é encontrada morta após três dias desaparecida


  O corpo foi encontrado por moradores em uma mata na praia da Gamboa, no balneário de Itaipava, e estava parcialmente carbonizado. A Polícia Civil de Itapemirim já investiga o caso. Início Notícias Polícia 09/10/2017 às 16h03min – Atualizada em 09/10/2017 às 16h03min Servidora pública de Itapemirim é encontrada morta após três dias desaparecida O corpo foi encontrado por moradores em uma mata na praia da Gamboa, no balneário de Itaipava, e estava parcialmente carbonizado. 
  A Polícia Civil de Itapemirim já investiga o caso Comentar 60 Folha Vitória Na tarde desta segunda-feira (9), moradores da praia da Gamboa, no balneário de Itaipava, em Itapemirim, localizaram o corpo de uma mulher próximo a uma mata da localidade, que foi reconhecido por familiares como sendo da funcionária pública Claudiana Bom Macota, de 35 anos, que estava desaparecida desde a última quinta-feira (5), quando saiu de casa para praticar caminhada. 
   De acordo com informações da Polícia Militar, as circunstâncias indicam que a vítima tenha sido assassinada. 

 O corpo, já em adiantado estado de decomposição e parcialmente carbonizado, foi encontrado por volta das 12h. Claudiana trabalhava como gari atuava na limpeza da praia da Gamboa, onde residia com o marido e dois filhos. Ela foi vista pela última vez na última quinta-feira (5), e disse que estava indo caminhar e passaria em um salão para quitar uma conta. 
  Ela não apareceu no estabelecimento e não voltou para a casa. No último sábado (7), o marido procurou a Polícia Civil e registrou boletim de ocorrência do desaparecimento de Claudiana. Nas redes sociais, os familiares pediram ajuda para encontrar a funcionária pública. A Polícia Civil de Itapemirim já investiga o caso. Ainda não há informações sobre suspeitos e motivação para o crime. O corpo de Claudiana foi encaminhado ao Serviço Médico Legal (SML) de Cachoeiro.
Print Friendly, PDF & Email

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

MENU