Governo Francimara promove seminário sobre linguagem de sinais


    Com o objetivo de fomentar a linguagem de sinais, o Governo Francimara, através da Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SMEC) de São Francisco de Itabapoana (SFI), promove entre segunda (25) e quarta-feira (27) o 1º Seminário Setembro Azul dos Surdos (Sesas). Trinta professores da rede municipal de ensino participam de debates durante a manhã com a presença de especialistas na sede da SMEC, no Centro da cidade. 

   Os primeiros temas — “Surdo na questão da oralidade” e “Corrente de Comunicação” — foram apresentados na segunda-feira com a presença da fonoaudióloga Claudiane Henriques e do coordenador de Educação Inclusiva da SMEC, Lucas Villaça. Nesta terça-feira, uma assistente social e uma psicóloga ministraram palestra sobre a temática do evento, a partir de suas respectivas áreas. Encerrando o seminário, um palestrante surdo falará aos presentes na quarta-feira a respeito do tema “O surdo e o atendimento na sociedade: Lutas e conquistas”. 
 “A partir deste seminário nós queremos desmistificar algumas coisas relacionadas ao surdo, além de abordar a maneira como os professores podem se comunicar com eles, mesmo não sabendo efetivamente a língua de sinais”, explicou Lucas. A secretária municipal de Educação e Cultura, Yara Cinthia, revelou que foi identificada a necessidade da promoção de encontros como esse, uma vez que o número de estudantes surdos é significativo. 
  “É uma oportunidade para preparar e aperfeiçoar as pessoas e garantir assim um atendimento melhor a essas crianças, que já contam com mediador e, em algumas escolas, com salas adaptadas”, afirmou. Curso de Libras — A partir desta quarta-feira (27) estarão abertas as inscrições gratuitas para o Curso Básico de Libras para professores da SMEC. Os docentes têm até o dia 6 de outubro para se inscreverem. A formação ocorrerá todas as terças-feiras, a partir do próximo dia 17. As vagas são ilimitadas. Ascom SFI
Print Friendly, PDF & Email

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.