Campanha de vacinação contra a gripe é prorrogada em Campos e São Francisco


      O município de Campos, com base nas orientações do Ministério da Saúde, irá prorrogar até o dia 9 de junho a Campanha de Vacinação contra a Influenza, que terminaria nesta sexta-feira (26) em todo o país. A princípio, a Vigilância em Saúde de Campos iria ampliar, a partir desta segunda-feira (29), a vacinação para as pessoas que não estão dentro do público-alvo, mas diante de recente comunicado do Ministério da Saúde, a imunização segue apenas para o grupo prioritário. A vacinação continua em cerca de 50 unidades de saúde distribuídas na cidade.

     De acordo com o Ministério da Saúde, durante esse período, continuará sendo recomendada a vacinação dos idosos com 60 anos ou mais; dos trabalhadores da área da saúde; povos indígenas; gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto); população privada de liberdade; funcionários do sistema prisional, pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis ou com outras condições clínicas especiais, além dos professores. 
     A diretora de Vigilância em Saúde de Campos, dra. Andréya Moreira, ressaltou a importância da vacina. — As pessoas que estão dentro do público alvo devem tomar a vacina o quanto antes. Vale destacar que por se tratar de uma vacina de vírus morto não há nenhum problema que ela seja tomada junto da vacina contra a febre amarela — comenta dra. Andréya Moreira, ressaltando que os acamados devem agendar a vacina através do telefone da Vigilância :(22) 98175-2482. Em Campos, de acordo com dados da Vigilância em Saúde, 62.557 doses da vacina foram administradas até a 5ª semana de imunização, encerrada no dia 19 de maio. Segundo o órgão, dentre o grupo prioritário, a campanha atingiu até essa data a meta de 95% de imunização dos profissionais de saúde; 70% das puérpera; 50% das gestantes; 55% dos idosos; e 30% das crianças de 6 meses a menores de cinco anos. 
      A vacina contra a gripe não é recomendada para alérgicos a proteína do ovo; para quem tem alergia a qualquer componente da vacina; para menores de 6 meses. Vacina contra Influenza prorrogada em SFI Quem faz parte do grupo prioritário e ainda não se vacinou contra a gripe, tem até o dia 09 de junho para ir a um dos postos de vacinação em SFI e garantir a sua proteção. 
      A Campanha de Vacinação contra a Influenza terminaria nesta sexta-feira(26), mas o Ministério da Saúde autorizou a prorrogação da campanha em todo o Brasil. De acordo com a Secretária de Saúde Shirley Rangel Gomes é de fundamental importância que a população-alvo busque, o quanto antes, os postos de vacinação para garantir a proteção contra a Influenza, principalmente neste período, que antecede o inverno. “Atingimos 36% da meta prevista e pretendemos ampliar o número de vacinados até o término da campanha. Este ano, a Prefeita ampliou o número de postos de vacinação para que todo o público-alvo fosse vacinado”, enfatizou a secretária, completando ainda que além dos postos de vacinação, há ainda as unidades volantes que estão percorrendo pontos do município para ampliar a imunização. “Vale ressaltar que contamos com a adesão dos professores de nosso município que ainda não se vacinaram, para que todos sejam imunizados”, frisa Shirley. Segundo a Anvisa, este ano a vacina trará uma nova cepa do vírus Influenza A/H1N1, sendo mais completa e eficaz.
     A vacina demora cerca de 15 dias para fazer efeito, após aplicada. Durante esse novo período continuará sendo recomendada a vacinação de indivíduos com 60 anos de idade ou mais, de trabalhadores da área de saúde, de crianças na faixa etária de seis meses a quatro anos, 11 meses e 29 dias, de gestantes, de mulheres que tiveram filhos recentemente (as puérperas até 45 dias após o parto), de grupos de portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais. Estão na lista os adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, a população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional e os professores das escolas públicas e privadas. Cuidados essenciais À população em geral, o Ministério da Saúde orienta a adoção de cuidados simples para evitar a doença, como: lavar as mãos várias vezes ao dia; cobrir o nariz e a boca ao tossir e espirrar; evitar tocar o rosto; não compartilhar objetos de uso pessoal; além de evitar locais com aglomeração de pessoas. Postos de atendimento: PSF (Programa Saúde da Família) de Barra, Travessão de Barra, Praça João Pessoa, Guaxindiba, Gargaú e UBS (Unidade Básica de Saúde) de Santa Clara, Buena e Imburi, além da Clínica da Família, localizada no Centro da cidade e no Hospital Manoel Carola.
Fonte:Campos24horas
Print Friendly, PDF & Email

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.